Atendimento (71) 98217-3688 (71) 98217-3688 (WhatsApp) Segunda até Sábado, das 9:00 as 18:00

Seja bem-vindo(a), Faça login

Próteses Realísticas

O que você precisa saber sobre os dildos?

Pênis de borracha, dildos, consolos, pênis vibrador... Nossa! São muitos os nomes usados para falar das próteses.

Mas, você sabia que, apesar de todo mundo atribuir a nomenclatura de vibrador às próteses, nem todas elas vibram?

Pois é! Nem todo “pênis de borracha” possui motores que produzem frequências vibratórias. De modo que, nem todo dildo é um vibrador.

Apesar do primeiro vibrador ter sido criado no século XIX pelo médico inglês Joseph Granville, desde a antiguidade gregos e egípcios já usavam alguns artefatos não muito adequados, que remetessem ao formato do pênis, como bananas verdes, para se masturbarem.

Inclusive, por conta disso, muitos já chegaram a atribuir a criação dos vibradores a Cleópatra. Mas, o fato é que depois das bananas verdes, os “consolos” foram se aprimorando até que em no século XIV surgiram os dildos.

Sim! O termo “Dildo” foi usado pela primeira vez nesta época, justamente pra se referir a objetos fabricados de forma bem grosseira, mas que apresentavam a aparência de pênis.

Desde então, os “dildos” seguiram num processo evolutivo que, assim como o dos vibradores, superou todas as expectativas projetadas e hoje são super versáteis e tecnológicos, muito diferente do que dizem ser o primeiro “consolo” da humanidade, encontrado na Alemanha.

O “dildo” de pedra, que de acordo com arqueólogos foi feito há 28 mil anos atrás, foi talhado em uma rocha de forma bem rudimentar e apresentava aproximadamente 20cm de comprimento e 3cm de diâmetro.

Curioso, né?! E um monte de gente reclamando de alguns “pênis de borracha” que existem hoje hahahahahaha!

Mas, relaxe! Hoje você já pode encontrar aqui na Eva Sex Shop dildos bem realísticos, feitos em cyber skin, que simulam o toque e maciez da pele humana, assim como outros materiais mais econômicos e boa qualidade, como a mescla de polivinílico atóxico e elastômero de silicone.

Estes até costumam possuir características estéticas mais similares aos pênis de verdade, pois a estrutura dos materiais permitem veias mais pronunciadas, glandes bem delineadas e aquele aspecto fálico que agrada muita gente.

Lembrando que a última coisa que rola aqui é “pênis de borracha”, pois a borrachinha pura não é saudável pra nossa região íntima.

Então, agora que você já sabe um pouquinho da história dos “pênis vibradores” ou “consolos”, você precisa escolher o seu e nós estamos aqui pra te ajudar com isso.

 

O que devo considerar antes de escolher meu “pênis de borracha”?

Existe um fetiche muito grande por parte de uma parcela significativa das pessoas que atendemos em torno de “pênis de borracha” com mais de 20cm, mas é importante lembrar que tanto a vagina quanto o ânus possuem uma dilatação máxima “média”. Então, não adianta escolher um pênis realístico de 40cm que você, sendo pessoa com vagina ou não, não consiga usar de forma confortável.

Por isso, escolha um tamanho que lhe permita viver a experiência de forma agradável e segura.

Caso esteja em busca do seu primeiro “dildo”, sugiro que veja com mais atenção próteses de até 14,5cm de comprimento e 3,5cm de diâmetro, pois ginecologistas e outros especialistas afirmam que o canal vaginal atinge até 15cm de comprimento nos momentos de excitação. Se quiser usar no ânus, considere o mesmo parâmetro.

Além disso, você deve levar em conta a forma como deseja usar sua prótese. Se numa cinta, presa a uma superfície lisa, nas mãos.... Isso é fundamental, porque implicará diretamente no conforto que você vai ter durante o uso.

Assim, se quiser usar em cintas ou nas mãos de forma livre, dê preferência aos modelos de prótese com base redondinha, pois evita que fique escapulindo da cinta ou dificulte a manipulação com as mãos. As de ventosa fina também podem funcionar bem nesse caso.

Agora, se você deseja usar prendendo em superfícies lisas como paredes, móveis de fórmica ou mesmo no chão, opte pelos dildos com ventosa e evite próteses muito grandes. Isso por que, mesmo que estas possuam uma ventosa de boa aderência à superfície, o próprio peso do “pênis de borracha” vai diminuir a qualidade da fixação.

O material do “pênis de borracha” (que não é de borracha) também é importante. Se você quer um dildo macio e com a textura mais próxima possível do natural, escolha os que são de cyber skin. Mas, se você não liga tanto pra isso, o polivinílico atóxico (PVC atóxico) e o elastômero de silicone já vão ser bem bacanas pra você.

Ah! Se ligue também ao fato de observar se deseja um “pênis vibrador” ou se não quer um toy vibratório. Para quem não quer as vibrações, o ideal são as próteses maciças, mas se desejá-las, opte pelas próteses com vibro.

Preste bem atenção pra não se decepcionar depois.

 

E por qual motivo eu compraria com você, Eva?

Somos considerados especialistas em produtos sensuais pelos maiores folhetins do Norte/Nordeste, como o Jornal Correio e por portais e blogs de sexualidade, como o Dois Terços e o Observatório G do Bol.

Assim, estamos aqui pra te ajudar não apenas com a escolha do seu dildo, mas também pra te dar dicas de como usá-lo, se adaptar caso seja o início da sua aventura nesse universo e te dar todo suporte necessário após a aquisição.

Além disso, na Eva Sex Shop os dildos possuem garantia de 90 dias (para defeitos de fabricação não decorrentes de mau uso, nos termos do Código de Defesa do Consumidor) e alguns dildos super especiais, como os fabricados em Cyber Skin legítimo(importado) e os melhores materiais das indústrias nacionais e ainda os que possuem garantia de fábrica diferenciada, como os da Fun Factory (2 anos).

Então, não perde tempo! Vem escolher seu “pênis de borracha” e conta com a gente!